Quinta, 24 Mai 2018 -
FacebookTwitter

66% das mulheres no Tocantins não sabem identificar quando estão no período fértil, revela estudo

 

Mais da metade das mulheres brasileiras não sabe quando pode engravidar e 45% não conhecem o próprio ciclo menstrual

 

A mulher e o conhecimento de seu corpo é assunto de discussão há alguns anos. A quem pertence o domínio sobre a fisiologia do corpo? E esse é um questionamento que engloba todos os gêneros.

 

Michel Foucault no livro História da Sexualidade I – A vontade de saber, falava sobre um conceito conhecido como Histerização do corpo da mulher, que era dividido em três vertentes, dentre elas, a de que o corpo da mulher era o principal alvo das práticas médicas, o que se relacionava com a demografia e controle de natalidade. Era como se o corpo feminino deixasse de ser da mulher e passasse a ser ‘assunto e objeto’ de domínio superior da medicina.

 

Mas com o passar dos anos e até mesmo com o universo digital amplamente disseminado no mundo, o ser humano passou a ter acesso a informações e respostas que antes eram quase que um ‘cânone sagrado’, do qual apenas alguns seres poderiam ter acesso.

 

Mulheres donas de seu corpo e sexualidade – Pesquisa brasileira

 

O site especialista em saúde feminina, Trocando Fraldas, realizou uma Pesquisa sobre o Período Fértil entre os dias 2 e 7 de agosto com 12 mil mulheres de todo o país por meio de um questionário. Através dessa pesquisa foi possível realizar uma triagem de localização das entrevistadas. A ideia deste estudo era compreender se as mulheres tinham conhecimento sobre o próprio período fértil, sobre o ciclo menstrual e consequentemente sobre o próprio corpo.

 

Dentre os resultados desta pesquisa foi revelado:

 

·         50% das brasileiras não sabem que podem engravidar apenas próximo da ovulação e período fértil;

·         45% não conhecem a duração do ciclo menstrual;

·         59% das mulheres não sabem identificar o período fértil;

·         O índice de mulheres na tentativa de uma gestação é de 56%;

·         As capitais Curitiba e Belo Horizonte, com 54% e 52% respectivamente, têm o maior índice de mulheres bem informadas sobre o próprio corpo;

·         O Pará é o estado com público feminino menos informado, 2 em cada 5 mulheres sabem quando podem engravidar, seguido pelos estados Sergipe e Mato Grosso do Sul;

·         Os estados Santa Catarina e Piauí lideram entre os estados com público feminino melhor informado sobre o próprio período fértil com um índice de 65%;

·         55% ou 5 em cada 9 mulheres conhecem a duração do ciclo menstrual;

·         Piauí é o estado em que as mulheres mais conhecem o próprio ciclo com 63%;

·         Em Rondônia apenas 3 em cada 7 mulheres conhecem o ciclo menstrual

 

 

Como se caracteriza o período fértil?

 

O período fértil termina quando a ovulação ocorre. Os sinais de que a ovulação está ocorrendo é a presença de muco esbranquiçado que pode aparentar a textura de creme hidratante ou cola. Atualmente é possível que as mulheres tenham uma estimativa do período fértil por meio de calculadoras em que a data da última menstruação é inserida, e assim, é possível que a mulher tenha uma ideia de quais os dias mais prováveis para engravidar.

 

O conhecimento do corpo e do período fértil é válido tanto para mulheres que desejam uma gestação quanto para mulheres que desejam evitar uma gravidez em um relacionamento fixo. Mas vale salientar a importância da adoção de meios contraceptivos para a prevenção de doenças infecciosas.

 

Fonte

FOUCAULT, Michel. História da Sexualidade I - A vontade de Saber. Tradução Maria Thereza de Costa Albuquerque e J. A. Guilhon Albuquerque. 13. ed. Rio de Janeiro: Graal, 1988, p.99.