Terça, 19 Jun 2018 -

Em 7 dias choveu mais da metade do que é esperado para todo o mês; Em caso de emergência, Defesa Civil pode ser acionada pelos telefones 153 ou 199

 

Nos primeiros sete dias de fevereiro choveu mais da metade do que é esperado para todo o mês para a região de Palmas. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira, 08, pela Superintendência Municipal de Defesa Civil. A previsão para fevereiro é de 220 milímetros de chuvas e até a última quarta-feira, 07, já havia caído 120 milímetros de chuvas na Capital, um pouco mais de 50%.

 

O superintendente da Defesa Civil do Município, Iranilto Sales, reforça que a atenção deve ser redobrada para os moradores que residem em áreas de risco e que em caso de emergência, a população deve acionar a Defesa Civil Municipal pelo telefone 153 da Guarda Metropolitana ou 199 da Defesa Civil do Estado.

 

“Nos meses de dezembro e janeiro em Palmas também choveu mais do que era esperado, e a previsão é de que neste mês de fevereiro as chuvas superem a média climatológica dos últimos 30 anos”, reforça Iranilto. 

 

Dicas para o período de chuvas

A Defesa Civil emitiu algumas dicas de segurança para o período chuvoso:

 

- Em caso de tempestades com descargas elétricas, com vento forte, permanecer em local seguro e não transitar em locais abertos, próximo a árvores, placas publicitárias ou objetos que possam ser arremessados.

- É aconselhável que as pessoas se protejam em lugares com boas coberturas, fechar janelas e portas, e não manusear nenhum equipamento elétrico ou telefone devido aos raios e relâmpagos.

- Quanto a alagamentos, inundações e enxurradas, deve-se evitar o contato com as águas e não dirigir em lugares alagados.

- Evitar transitar em pontes submersas e ter cuidado redobrado com crianças próximas de rios, lagos e ribeirões.

- Evitar as atividades de pesca ou utilizar embarcações em momento de ventos fortes.

- Ao perceber ameaça de inundação, manter os móveis e eletrodomésticos suspensos, proteger roupas e documentos, ao deixar a residência, desligar o padrão de água e energia e soltar os animais.

- Em situação fora do controle é recomendável que a família saia de casa e acione a Defesa Civil ou os Bombeiros.