Terça, 19 Jun 2018 -

Magistrados do Poder Judiciário participam de workshop sobre Constelação Familiar

 

A Escola Superior da Magistratura Tocantinense (Esmat) promove workshop sobre Constelação Familiar a magistrados do Tocantins nesta segunda (5/3) e terça-feira (6/3). O curso busca debater a utilização de métodos de terapia humanística para resolução de conflitos.

 

Desenvolvido pelo alemão Bert Hellinger, Constelação Familiar é um método vivencial com abordagens que auxiliam a solucionar conflitos, no campo das relações humanas. Durante o workshop, são abordados temas como "as ordens e os conflitos familiares" e "as ordens e a restauração da paz".

 

Para a coordenadora do curso, juíza Umbelina Lopes Pereira, o objetivo do workshop é contribuir, principalmente, na resolução de atritos familiares. “Essa é mais uma forma de suporte para as famílias que estão passando por algum conflito; a aplicação dessas práticas contribuirão para a pacificação social” afirmou.

 

As aulas são ministradas pela professora Marlies Wiest, psicoterapeuta, com formação em Constelação Familiar com Bert Hellinger desde 1981. De acordo com a palestrante, a aplicação das técnicas de constelação familiar pode ajudar em todos os problemas de origem sistêmica.  “É preciso ter uma percepção diferente sobre a resolução dos conflitos familiares. Mesmo que o trabalho dos juízes seja fazer cumprir a lei, trazer a Justiça para as situações é importante também, que se encontre um lugar no coração, o constelador deve estar diante das pessoas e da vida de forma consciente, atenciosa, cuidadosa e são essas práticas que estão sendo trabalhadas  aqui” destacou.