Dianópolis, TO - 14 Dezembro, 2017

Governador autoriza elaboração de projetos para reconstrução de mais de 1,3 mil quilômetros de rodovias

 

O trabalho do Governo do Estado de conservação e manutenção das rodovias estaduais deu mais um importante passo nesta sexta-feira, 1º de dezembro. O governador Marcelo Miranda autorizou o início da elaboração de projetos de engenharia para reconstrução de 1.382,86 km rodovias. A Ordem de Serviço foi assinada pelo governador durante o Fórum de Desenvolvimento Econômico do Tocantins, no Centro Educacional Municipal Laura do Carmo, em Taguatinga.

 

Na ocasião, a palavra de ordem do governador foi agilidade. "Quero agilidade na elaboração dos projetos para avançarmos com as licitações e as obras", recomendou Marcelo Miranda.

 

Conforme lembrou o governador, com a junção da primeira e da segunda etapa do Contrato de Reabilitação e Manutenção de Rodovias (Crema), serão quase 3 mil quilômetros de estradas recuperadas. "Proporcionando, à população, perfeitas condições de tráfego", ressaltou.

 

Crema 2

A autorização representa o início da segunda etapa do Contrato de Reabilitação e Manutenção de Rodovias (Crema), do Projeto de Desenvolvimento Regional Integrado e Sustentável (Pdris), uma parceria do Governo do Estado com o Banco Mundial.

 

A fase de elaboração dos projetos contará com investimento de R$ 4.071.316,32. As obras serão divididas em lotes, conforme as residências rodoviárias da Agência Tocantinense de Transportes e Obras (Ageto).

 

Na região sudeste, por exemplo, o Crema 2ª etapa deve recuperar 284,80 quilômetros de rodovias, incluindo trechos como de Dianópolis a Novo Jardim; e de Taguatinga a Aurora.

 

Para o prefeito de Ponte Alta do Tocantins, um dos municípios que será beneficiado, Yaporan da Fonseca Milhomem, a notícia é motivo de comemoração. "Estou muito feliz em saber que, hoje, está sendo concretizada essa nossa demanda. É uma obra muito importante não só para nosso município, mas para toda a região", destacou.

 

Segundo o presidente da Ageto, Sérgio Leão, essa segunda etapa é resultado da gestão do governador com o Banco Mundial para que o Crema se estendesse a outros trechos rodoviários. "Garantindo, assim, o escoamento da produção, a trafegabilidade e a segurança do usuário”, comentou o presidente.

 

Projeto

De acordo com Paulo Gontijo, proprietário da Strata Engenharia, empresa responsável pela execução do projeto de engenharia, essa é uma fase fundamental, pois é onde será avaliada a necessidade de cada estrada. "São equipamentos de última geração que permitem avaliar o pavimento como um todo", disse. Para ele, a execução do projeto é extremamente importante. "Um projeto bem elaborado é segurança para o empreiteiro fazer a obra", finalizou o empresário.

 

Crema

Atualmente, na primeira fase do Crema, estão sendo reconstruídos 1,5 mil quilometros de rodovias.

 

Presentes

Acompanharam a solenidade, a primeira-dama, a deputada federal Dulce Miranda, a deputada federal Josi Nunes, os deputados estaduais Valdemar Júnior e Vilmar de Oliveira, secretários de Estado, além de prefeitos, autoridades e moradores da região.

 

 

 

 

VEJA TAMBÉM NO PORTAL DO SUDESTE