Sábado, 23 Jun 2018 -

Polícia Civil prende suspeito por corrupção de menores em Taguatinga

 

A Polícia Civil do Tocantins, por intermédio da Delegacia de Taguatinga, sob a coordenação do delegado Giordano Bruno Curado Camargo efetuou, na tarde desta quinta-feira, 25, a prisão de Arthur Ribeiro Póvoa, 18 anos, supostamente pela prática dos crimes de corrupção de menor e fornecimento de bebidas alcoólicas para adolescentes, fato ocorrido no Município de Taguatinga-TO.

  

De acordo com a autoridade policial, as diligências se iniciaram após uma equipe da DP local, receber uma denúncia do Ministério Público e do Conselho Tutelar para apurar um ato infracional cometido por um adolescente, o qual teria quebrado utensílios domésticos de sua residência e ameaçado seus genitores.

 

Chegando ao local da denúncia, os policiais encontraram apenas o pai do adolescente, o qual informou que o menor estaria na casa de Arthur fazendo uso de drogas. De posse dessas informações, os policiais foram ao local e depararam-se com duas adolescentes de 15 e 16 anos de idade. Com elas foram localizadas e apreendidas porções de maconha, crack, 70 reais, além de bebidas alcoólicas.

 

 No imóvel, os agentes também localizaram o primeiro adolescente, de 15 anos, além de outro de 16 anos, sendo que todos faziam uso de entorpecentes e bebidas alcoólicas. Diante dos fatos, foi dada voz de prisão ao autor e todos, inclusive os menores, foram conduzidos à Delegacia de Polícia para a realização dos  procedimentos legais cabíveis.

 

Na Delegacia foram apreendidas as drogas e as bebidas para confecção de laudo pericial. Arthur, que também é  investigado pela prática  de outros crimes na região, foi autuado em flagrante delito por corrupção de menor e fornecimento de bebidas alcoólicas aos adolescentes. Já os menores foram autuados por ato infracional análogo ao crime de tráfico de drogas, porte de drogas para consumo pessoal, dano e ameaça.

 

Após os procedimentos cabíveis, os adolescentes foram apresentados ao membro do Ministério Público e Arthur foi encaminhada para a carceragem da Cadeia Pública de Taguatinga, onde permanecerá à disposição do Poder judiciário.