Sexta, 20 Jul 2018 -

Estado

Saúde

HGP faz parte de estudo internacional realizado pelo Hospital do Coração de SP

O Hospital Geral de Palmas (HGP) é um dos 36 hospitais que fazem parte do estudo Bridge-Stroke do Hospital do Coração de São Paulo, projeto que ocorre em hospitais brasileiros e unidades da Argentina e Peru. O maior hospital público do Tocantins foi selecionado para participar da reconhecida pesquisa que tem como finalidade avaliar o atendimento a pacientes que sofreram Acidente Vascular Cerebral (AVC). Nesta terça-feira, 8, a Comissão da Linha de Cuidados do AVC e o Setor Neurologia do HGP receberam a coordenadora do estudo Bridge-Stroke do HCOR, doutora Maria Julia Machline Carrion.

 

Durante a visita, a doutora repassou orientações sobre a pesquisa a ser iniciada nos próximos dias e percorreu os setores que fazem parte do fluxo de atendimento ao paciente com AVC, Acolhimento com Classificação de Risco, Sala Vermelha, Unidade de Cuidado Agudo do AVC e Unidade de Internação e Unidade de Terapia Intensiva.

 

O médico neurologista Wellington Gondim de Oliveira ressaltou que há um ano iniciou pesquisa junto ao Hospital do Coração de São Paulo. “A pesquisa busca desenvolver novas metodologias e tecnologias na área do AVC. A princípio foi feita uma coleta de dados onde foram selecionados alguns hospitais e agora estão ocorrendo as intervenções, que fazem parte da segunda fase, do qual o HGP está participando. Dentro de mais ou menos 20 dias estaremos iniciando o trabalho e colocando em prática as orientações”, explicou.

 

A coordenadora do estudo, Dra Maria Julia Machline Carrion, reforçou que a ação faz parte de uma linha de pesquisa do Hospital do Coração voltada para melhoria da qualidade assistencial e problemas de saúde pública no País. “Este estudo, que se chama Bridge-Stroke, é desenvolvido em duas etapas. Passamos pela primeira etapa, onde nós queríamos conhecer como os pacientes isquêmicos são tratados, quais dificuldades que as equipes enfrentam e o que poderíamos fazer para melhorar o serviço. Neste momento já passamos para a fase da ação e agora vamos tentar combater os problemas. No final da pesquisa, vamos comparar um conjunto de ferramentas comportamentais e fazer com que a performance da equipe melhore”, explicou. Ainda de acordo com a coordenadora, a finalização da pesquisa está prevista para o final de 2017.

 

Com intuito oferecer tratamento adequado para os pacientes que sofreram Acidente Vascular Cerebral (AVC) e diminuir sequelas e complicações da doença, o HGP já conta com uma Unidade de Cuidados Agudo do AVC, implantada no último dia 1º de novembro.