Terça, 19 Jun 2018 -

Estado

Campanha contra a raiva bate recorde com a vacinação de 98,71% dos herbívoros

 

A campanha de vacinação contra a raiva dos herbívoros (bovídeos, equídeos, ovinos e caprinos) bate recorde com a cobertura vacinal de 98,71% dos animais, ou seja, num total de 1.143.312 herbívoros dos 1.158.186 existentes receberam a dose da vacina, nos 20 municípios onde a vacinação é obrigatória. A campanha ocorreu entre os dias 1º e 30 de novembro para todos os herbívoros, indiferente da faixa etária. Já para os demais municípios não obrigatórios, a vacina pode ser aplicada em qualquer época do ano.

 

Para o presidente da Adapec, Humberto Camelo, o resultado superou as expectativas, pois em 2016 o índice foi de 87,82% de animais vacinados, nos sete municípios obrigatórios, com acréscimo de mais 13 municípios este ano, o número de animais aumentou e a vacinação também. “Os produtores rurais têm atendido ao chamado e colaborado para o controle da doença. Além disso, executamos ações complementares com palestras educativas, controle populacional de morcegos hematófagos e parcerias com a Secretaria Estadual de Saúde”, ressalta.

 

Nos 20 municípios existem 8.115 propriedades rurais com herbívoros, destas 7.970 declararam a vacinação, num total de 98,21%. O responsável pelo Programa Estadual de Controle da Raiva dos Herbívoros, José Emerson Cavalcante disse que os resultados são excelentes. “Os produtores rurais atenderam o chamamento e entenderam que a raiva é uma doença incurável, e que a vacinação é a forma mais eficaz de controle”, destaca.

 

Desde 2015, a vacinação contra a raiva é obrigatória em sete municípios do Tocantins. Em 2017, foram acrescentados mais 13 municípios, totalizando 20 em todo o Estado, são eles: Palmas, Aparecida do Rio Negro, Novo Acordo, Colinas do Tocantins, Bandeirantes, Palmeirante, Brasilândia do Tocantins, Porto Nacional, Brejinho de Nazaré, Ponte Alta do Tocantins, Monte do Carmo, Natividade, Chapada de Natividade, Silvanópolis, Pedro Afonso, Tupiratins, Bom Jesus do Tocantins, Miracema do Tocantins, Lajeado e Tocantínia.

 

Os produtores faltosos serão notificados e multados em R$ 5,32 por animal e R$ 127,69 por propriedade não declarada. Em seguida, a Adapec agendará a vacinação assistida para garantir que 100% dos herbívoros recebam a dose da vacina.

 

Vacinação

A vacinação antirrábica é anual, no mês de novembro, os produtores rurais devem vacinar os animais, independente da idade. Animais primovacinados (vacinados pela primeira vez) deverão ser revacinados trinta dias após a administração da primeira dose vacinal. A comprovação deve ser feita nos escritórios da Adapec mediante apresentação da nota fiscal de aquisição da vacina.

 

Dados

Em 2015, o Tocantins registrou 48 focos de raiva em herbívoros; em 2016 o número foi de 49; e em 2017, foram 25 focos.  No ano passado, as equipes de controle da raiva capturaram 2.814 morcegos hematófagos e monitoraram 180 abrigos em todo o Estado.